Assine nossa newsletter e fique por dentro!

CONTATO 

Avenida Anselmo Alves dos Santos, 118 - Sala 4 - Santa Maria - Uberlândia - MG

T: (34) 3083-4228

E: anga@anga.org.br

© 2019 por ANGÁ.

Orgulhosamente criado com Wix.com

Buscar
  • Associação Angá

Preservação de florestas nativas contribui para melhor produtividade em lavouras

Atualizado: 17 de Mai de 2019

Publicado no dia 17 de Maio de 2010.

O estudo liderado por Taylor Ricketts, pesquisador da Universidade de Stanford e do WWF (Fundo Mundial para a Natureza) foi publicado recentemente no periódico “PNAS”, da Academia Nacional de Ciências dos EUA (http://www.pnas.org/). O grupo mediu a produtividade de cafeeiros em uma fazenda de 1.065 hectares no Vale Geral da Costa Rica e constatou que plantas num raio de 1 km de um fragmento de floresta nativa produziam 20% mais grãos.


Abelha arapúa (Trigona spinipes) polinizando árvore frutífera

A polinização (transporte de pólen de uma flor para a outra que fertiliza a planta) realizada pelos insetos da floresta também era mais eficiente: a quantidade de sementesmalformadas nesses cafeeiros foi 27% menor. O aumento de 20% na produtividade dos cafeeiros próximos à floresta correspondeu a 61.716 dólares, ou 7% dos resultados da fazenda. As abelhas fazem parte das populações de polinizadores, como pássaros, borboletas, besouros, morcegos, roedores entre outros. O Instituto Nacional de Pesquisa Agronômica da França (Inra), estimou que o valor dos serviços prestados por insetos chega às cifras de 150 bilhões de euros. Esse valor é equivalente a 10% do PIB agrícola mundial.

http://blogs.estadao.com.br/andrea-vialli/um-forca-para-os-polinizadores/

HAWKEN, Paul; LOVINS, Amory; LOVINS. Hunter. Capitalismo natural: criando a próxima revolução industrial. São Paulo: Cultrix, 1999.

0 visualização